Cooperar e inovar – uma pedagogia cidadã

Repassando, abaixo, mensagem de Lia Diskin…

Mui queridos parceiros na Cultura de Paz,

Brincar e jogar são atividades cuja finalidade está nelas mesmas – oferecem prazer, autoconfiança, descobertas, conectividade, envolvimento. Renovam o vigor e despertam habilidades de maneira espontânea, natural. Tão natural que todos os povos de todos os tempos criaram jogos e brincadeiras que, quando cooperativos, promovem a participação e a inclusão evitando o triunfalismo competitivo, onde alguns ganham e outros perdem..

Cooperar e inovar – uma pedagogia cidadã é o tema que nos apresentará o Prof. Fábio Brotto no 93º Fórum do Comitê da Cultura de Paz, que realizaremos na terça-feira, 8 de novembro às 19 horas no Grande Auditório do MASP – Museu de Arte de São Paulo, com entrada franca. Este será o último encontro de 2011, portanto, uma celebração para encerrar a trajetória inspiradora de palestrantes e artistas que ofereceram seus conhecimentos e talento de maneira generosa ao longo do ano. Nosso agradecimento mais sincero a todos eles!

Como sempre, solicitamos que disponibilizem nas suas redes, a amigos e colegas, o programa que segue abaixo, possibilitando que mais pessoas se beneficiem das reflexões, experiência, jogos e brincadeiras que girarão em torno da cooperação, da parceria e da vinculação cidadã.

Com a cidade engalanada por ipês roxos e sibipirunas em flor, fazemos chegar o abraço da cordialidade,

Lia Diskin
p/ Comite da Cultura de Paz

www.comitepaz.org.br
www.palasathena.org.br


93º Fórum do Comitê da Cultura de Paz
parceria UNESCO – Palas Athena
Cooperar e inovar – uma pedagogia cidadã

a cargo do Prof. Fábio Otuzi Brotto

Pedagogia da Cooperação surgiu da preocupação com o excessivo valor que a sociedade moderna outorga à competição. Temos competido em lugares, com pessoas e em momentos que não deveríamos, como se essa fosse a única e melhor escolha disponível.

Nem sempre os programas educacionais, esportivos ou recreativos dão ênfase a atividades que promovam interações positivas, colaborando para que a competição deixe de ser um comportamento condicionado, e oferecendo a oportunidade de perceber e exercitar outras formas de nos relacionarmos com as pessoas, com a natureza e conosco mesmo.

Os Jogos Cooperativos, que integram uma pedagogia cidadã, são jogos com uma estrutura alternativa onde os participantes jogam com o outro, e não contra o outro. Joga-se para superar desafios e não para derrotar os outros; joga-se para se gostar do jogo e pelo prazer de jogar. Estes são jogos onde o esforço cooperativo é necessário para se atingir um objetivo comum e não para fins mutuamente excludentes. São estruturados de forma a diminuir a pressão para competir e a necessidade de comportamentos destrutivos. Buscam promover a interação e a participação de todos, e deixar aflorar a espontaneidade, a alegria de jogar e a confiança em si e nos outros.

Esta visão sistêmica pode nos ajudar a dialogar, a decidir em consenso e a fazer modificações gradativas nas regras e estruturas básicas do jogo. Exercitando a reflexão criativa, a comunicação sincera e a tomada de decisão por consenso para aprimorar o jogo, as crianças e jovens — e nós, educadores (as), também — podemos descobrir que temos plenas condições de intervir positivamente na construção, transformação e emancipação de nós mesmos e da comunidade onde convivemos.

Todo tipo de jogo tem uma intenção que ultrapassa os limites do campo e da quadra. Assim, é importante perceber quais os valores que estão por trás dos jogos e a que tipo de propósitos as atividades estão servindo. O propósito essencial da Pedagogia da Cooperação é colaborar na construção de um mundo melhor para todos… sem exceções.

Fábio Otuzi Brotto é mestre em Ciência do Esporte pela UNICAMP e cofundador do Projeto Cooperação – Comunidade e Serviço. É focalizador do Laboratório em Pedagogia da Cooperação, inspirador da pós-graduação em Jogos Cooperativos, articulador da Comunidade de Jogos Cooperativos e autor de livros e artigos sobre jogos cooperativos, pedagogia da cooperação e comunidades colaborativas.
ENTRADA FRANCA

8 de novembro de 2011 ▪ terça-feira ▪ 19 horas
Auditório do MASP ▪ Museu de Arte de São Paulo

Av. Paulista, 1578 – São Paulo/SP – Estação Trianon-Masp do metrô

Não é necessário fazer inscrição antecipada

Realização: Comitê da Cultura de Paz

www.palasathena.org.br
www.comitepaz.org.brwww.comitedaculturadepaz.blogspot.com


Esta entrada foi publicada em Cooperação, Cultura, Cultura-de-Paz, Paz, Pedagogia. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.